Perda de peso involuntária

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Perda de peso involuntária

Mensagem  Lívia Isabela de Oliveira em Qua Nov 20, 2013 9:18 am

Quais as causas de perda Involuntária de peso ?

Referência:

Macedo.A.V, Rocha.M.O.C. Avaliação e tratamento da perda de peso
involuntária e significativa. Rev Med Minas Gerais 2010; 20(1): 115-123
Retirado de scielo em 06/11/13


Considera-se significativa a perda de 5% ou mais do peso corporal em seis a 12 meses.

Associa-se a diversas condições clínicas agudas e crônicas, ao uso de medicamentos e a fatores psicossociais. Constitui fator de risco independente para aumento na morbidade e mortalidade, sendo de particular relevância em indivíduos acima de 40 anos.

(Paciente com mais de 40 anos)

A perda de peso inexplicável, recente e progressiva, em pessoa previamente hígida, embora potencialmente grave em qualquer idade, é mais preocupante quando ocorre acima de 40 anos de idade, em vista
da maior prevalência de neoplasias e de fatores psicossociais e funcionais mais frequentes nessa faixa etária, especialmente em idosos.

(Além de idosa, a paciente é tabagista )


Três mecanismos básicos:
1) Oferta reduzida de nutrientes/calorias;
2) Aumento da demanda metabólica;
3) Perda excessiva de nutrientes/calorias. Esses fatores podem coexistir em um mesmo indivíduo.

(A paciente relata que está com o apetite diminuído há algum tempo.)

Possíveis causas:
• Doenças neoplásicas
• Doenças inflamatórias e infectoparasitárias
• Distúrbios endócrinos e metabólicos
• Doenças cardiorrespiratórias, gastrointestinais e neurológicas
• Efeitos secundários à medicação
• Fatores ligados à esfera psicossocial.



Exame laboratoriais:



Hemograma completo; velocidade de hemossedimentação (VHS);
urinálise; exame parasitológico de fezes; aferição plasmática de glicose de jejum, creatinina, hormônio tireoestimulante, ionograma, lipidograma, transaminases, fosfatase alcalina, bilirrubinas e albumina; e na existência de fatores de risco da sorologia para o vírus da imunodeficiência humana. Somam-se a estes a pesquisa de sangue oculto nas fezes, em indivíduos
com mais de 40 anos, e os demais exames recomendados para rastreamento do câncer (citologia oncótica do colo uterino, mamografia, antígeno prostático específico, retossigmoidoscopia flexível)

Conclusão:
Paciente não possuía alterações nos exames que sugerissem neoplasias.
Funções hepática, renal e tireoidiana estavam normais.
A única alteração foi uma anemia a ser esclarecida e anorexia há algum tempo. Há a possibilidade da perda de peso e anemia serem devidos à uma alimentação inadequada.

Lívia Isabela de Oliveira

Mensagens : 6
Data de inscrição : 18/09/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum