Tireotoxicose: diagnósticos diferenciais

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Tireotoxicose: diagnósticos diferenciais

Mensagem  Rodrigo Vilela Ventura em Qui Abr 16, 2015 11:36 pm

- DOENÇA DE GRAVES
Doença autoimune, causada por anticorpos anti-TSHr, acompanhada por hipertireoidismo. Está associada ao tabagismo e HF+ para doenças autoimunes da tireóide (não só a de Graves, mas também Hashimoto e tireoidite indolor). Cursa com intolerância ao calor, sudorese, taquicardia, palpitações, tremos, bócio difuso, perda de peso e oftalmopatia. Nos exames sanguíneos, o TSH se revela baixo, enquanto T3 e T4 estão elevados

- TIREOIDITE SUBAGUDA
A tireoidite subaguda granulomatosa é uma inflamação autolimitada da glândula tireoide. Ela está associada a uma evolução clínica trifásica que dura de algumas semanas a muitos meses, caracterizada por tireotoxicose transitória, hipotireoidismo e, depois, normalização da função tireoidiana em mais de 90% dos pacientes. A fase tireotóxica inicial é associada a dor na tireoide, altos níveis séricos de hormônio tireoidiano com uma baixa captação de radioiodo, VHS elevada, PCR elevada e uma doença sistêmica semelhante à gripe, com febre, mialgia e mal-estar.

- TIREOIDITE INFECCIOSA, SUPURATIVA OU AGUDA
Diferencia-se da tireoidite subaguda por poder haver eritema cutâneo sobre a tireoide dolorida. Geralmente está presente um abscesso faríngeo, associado a importante disfagia. Nos exames, a contagem de leucócitos encontra-se elevada. A biópsia com aspiração por agulha fina demonstra neutrófilos polimorfonucleares, com organismos corados pelo Gram

Fonte: brasil.bestpractice.bmj.com

Rodrigo Vilela Ventura

Mensagens : 7
Data de inscrição : 23/03/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum