Rastreio do Câncer de Próstata

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Rastreio do Câncer de Próstata

Mensagem  Camila F Correa em Ter Nov 26, 2013 10:07 am

O rastreamento consiste na detecção precoce para pessoas sem nenhum sintoma e aparentemente saudáveis Sendo a avaliação periódica e sistemática de uma população de sexo masculino pertencente a uma determinada faixa etária, com o objetivo de detectar doença curável, em homens com boa expectativa de vida saudável
CARACTERÍSTICAS DE UM RASTREAMENTO ADEQUADO
• Deve haver alto nível de evidências indicando redução de mortalidade e morbidade obtidas com o rastreamento;
• O rastreamento deve ser clínico, social e eticamente aceitável pelos profissionais de saúde e pelo público;
• Os benefícios do rastreamento devem superar os danos físicos e psicológicos causados pelos testes, pelos procedimentos diagnósticos e pelo tratamento;
• Economicamente os custos devem ser compatíveis com os benefícios obtidos;
• O tratamento para a doença rastreada deve ser eficaz
No momento, não existem evidências de que o rastreamento para o câncer de próstata identifique homens que precisem de tratamento ou de que esta prática reduza a mortalidade pela doença. Isto se deve ao desconhecimento da história natural deste tipo de neoplasia, à baixa acurácia dos exames de rastreamento e à ausência da efetividade do tratamento dos casos identificados pelo rastreamento . Estudos demonstram que o câncer da próstata é histologicamente evidenciado em 30% das necropsias em homens com idade igual e superior a 50 anos, sugerindo um curso latente prolongado deste tipo de câncer, ou seja, em um grande contingente de homens a doença jamais evoluirá.
A incidência de CaP, detectado por rastreamento ao longo da vida excede em muito a probabilidade de morte por CaP, o que pode sugerir um excesso de tumores clinicamente não importantes.Uma desvantagem do rastreamento é a baixa especificidade que resulta em alto número de biópsias negativas com o conseqüente aumento de custos, de ansiedade e de morbidade.Todas as evidências favoráveis ao rastreamento são passíveis de análises críticas que as invalidam. A conclusão definitiva sobre a eficácia do rastreamento somente virá com a avaliação de mortalidade por CaP em grupo rastreado versus grupo controle. Espera-se que esta conclusão seja obtida após termos os resultados dos estudos em andamento.Desta forma, o Instituto Nacional de Câncer não recomenda o rastreamento para o câncer de próstata , a estratégia de orientar todos os homens que solicitam a realização da dosagem do PSA sobre os riscos e benefícios da realização do mesmo.
Referências
Disponível em <http://www.projetodiretrizes.org.br/5_volume/10-CancerPrev.pdf> acesso em 16 setem.2013
Disponivel em < http://www.projetodiretrizes.org.br/5_volume/10-CancerPrev.pdf> acesso em 15 setem. 2013

Camila F Correa

Mensagens : 2
Data de inscrição : 10/09/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum